6 de agosto de 2011

Firmino César Gonçalves - A estrada ...



É tão longa a nossa estrada
Como é tão incerto o nosso destino
Nunca existe uma escolha errada
E ninguém mais volta a ser menino.
O difícil nunca foi o caminhar
Aprendemos logo desde criança
Crescemos, muitas pedras e buracos há a superar
Sem nunca perder o tino e a esperança.
Nunca ninguém nos ensinou a amar
A mim disseram apenas para escutar o coração
Aprendi, e nunca vou ter vergonha de chorar
Pois Amar é sempre uma bela razão.
Na vida, já lutei em muitas guerras
Algumas de amor, outras de sobrevivência
Foram mais as vitórias que as perdas
Mas, graças ao coração e não á consciência.
A minha estrada sempre esteve bem sinalizada
Meus amigos fizeram-na muito mais segura
Sem eles tudo parece um vazio nada
E o Amor faz a nossa alma mais pura.
Continuarei bem firme nesta minha caminhada
Sempre com a luz de todos os sorrisos no coração
Pois é essa força que faz cada batalha ser superada
E nunca ficar perdido no chão frio e na escuridão!
- Firmino César Gonçalves -

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espalhe por ai ...